Professor é demitido por ser cantor de de Death Metal

De dia, ele lecionava filosofia, mas de noite, urrava canções encharcado em sangue


Este professor consegue impor o silêncio e a harmonia na classe

As autoridades alemãs decidiram demitir um professor de filosofia após descobrirem o que ele fazia no seu tempo livre. Thomas Gurrath, 29 anos, foi para o olho da rua porque é vocalista de uma banda de death metal – vertente muito mais extrema e insanamente acelerada do heavy metal.
Durante o dia o professor discutia ética com seus alunos de 14 anos. Mas, de noite, ele se transformava e subia no palco para urrar suas canções encharcado com sangue de animais.

Quando descobriram a vida secreta de Gurrath, os pais se desesperaram.

- É preocupante ouvir suas canções e, depois, se tocar que ele dá aula para nossos filhos.

As autoridades ficaram chocadas e exigiram que o professor decidisse entra uma das duas carreiras. Gurrath não poderia mais lecionar se não largasse sua banda.

Mas, a grande paixão do professor é o death metal. De coração partido, Gurrath deu adeus aos seus alunos. A partir de agora, sua vida será dedicada apenas ao metal.


Ok, acho errado usar sangue de animais, quando ainda por cima existe sangue falso, mas terá sido só esse o motivo ou o facto de ser death metal?

Comentários