Delain - We are the others


Apesar do albúm já ter saído em abril, ainda não o ouvi :S, mas já têm um videoclip do albúm. Este albúm é dedicado à fundação S.O.P.H.I.E., criada pela mãe de Sophie Lencaster.
Sophie era uma rapariga gótica que, foi atacada juntamente com o seu namorado Robert Maltby, enquanto caminhavam por Stubbylee Park Bacup, em Rossendale, Lancashire. Eles, foram atacados por adolescentes de 15 a 17 anos, segundo as testemunhas, após terem deixado Robert inconsciente, pontapearam Sophie na cabeça, que estava a tentar protegê-lo. De seguida, os atacantes comemoraram o que tinham feito. 
O casal ferido foi assistido por alguns dos adolescentes que chamaram os serviços de emergência e, em seguida, ficaram com eles e tentaram cuidar de suas feridas.  Segundo a polícia, foi "um ataque sustentado ao longo dos quais o par sofreu ferimentos graves na cabeça e os seus rostos estavam tão inchados que não podia determinar qual era a fêmea e que um era do sexo masculino." Como resultado de seus ferimentos graves na cabeça, Sophie entrou em um coma , nunca recuperou a consciência e morreu 13 dias depois. A polícia disse que o ataque pode ter sido provocado pelo uso do casal moda gótica e serem membros da subcultura gótica . Robert ficou em coma com uma hemorragia no cérebro. Ele recuperou gradualmente, contudo ficou com danos cerebrais permanentes.

O pior, é que este caso não é único, basta procurar pela internet e ver mais casos idênticos. Como é que é possível em pleno séc. XXI coisas destas acontecerem? Como? Será que não se pode ser diferente? Parece que não, afinal, numa sociedade que diz ter a mente aberta como é que coisas destas acontecem? Mente aberta? Mentira!, muita gente diz tê-la e não ser conceituosa mas, basta ver algo diferente e, "Ai meu deus! Que é isto?" Até mesmo procurando em blogs, é fácil encontrar gente a dizer que "as pessoas alternativas deviam todas morrer" oi? Cada um não é livre, será que não nos podemos expressar? Só porque não percebemos/ não estamos de certa forma informados sobre as subculturas devemos dizer (e fazer) idiotices deste género? Acho que não, devemos é respeitar-mo-nos uns aos outros, independentemente do que vestem, pensem, etc, mas, muita gente não pensa assim e, coisas destas acontecem

Letra:
We Are The Others

I'm walking with Sophie tonight,
She lives in the air that I breathe;
I can't get it out of my mind
How you were left to bleed...
Was it how you dress?
Or how you act?
I can't believe
How they could act so violently,
Without regret,
We will not forget...

We are the others,
We are the cast outs,
We're the outsiders
But you can't hide us,
We are the others,
We are the cast outs
You're no longer on your own
If you feel mistreated,
Torn and cheated,
You're not alone,
We are the others
(We are the others)

As simple as air in your lungs,
As simple as words on your lips,
And no one should take that away,
No one should have killed this
Now with our heads up high,
We'll carry on,
And carry out,
And we won't let them get us down,
Wear us out,
'Cause we are not alone...

We are the others,
We are the cast outs,
We're the outsiders
But you can't hide us,
We are the others,
We are the cast outs
You're no longer on your own
If you feel mistreated,
Torn and cheated,
You're not alone,
We are the others
(We are the others)

[Bridge]:
Normal is not the norm,
It's just the uniform...
(We are the others)
Forget about the norms,
(We're the outsiders)
Take off your uniform,
(We are the others)
We are beautiful,
(We are the others)

We are the others,
We are the cast outs,
We're the outsiders
But you can't hide us,
We are the others,
We are the cast outs
You're no longer on your own
If you feel mistreated,
Torn and cheated,
You're not alone,
We are the others
(We are the others)

We are the others,
We are the others.


Nós Somos Os Outros

Eu estou andando com Sophie, esta noite,
Ela vive no ar que eu respiro;
Eu não posso tirá-la da minha mente
Como você foi deixada para sangrar ...
Foi como você se veste?
Ou como você age?
Eu não posso acreditar
Como eles poderiam agir de forma tão violenta,
Sem arrependimento,
Não vamos esquecer ...

Nós somos os outros,
Nós somos as saídas do elenco,
Nós somos os estranhos
Mas você não pode esconder-nos,
Nós somos os outros,
Nós somos as saídas do elenco
Você não está mais em seu si próprio
Se você se sente maltratado,
Despedaçado e enganado
Você não está sozinho,
Nós somos os outros
(Nós somos os outros)

Tão simples como o ar em seus pulmões,
Tão simples como palavras em seus lábios,
E ninguém pode remover isso
Ninguém deveria ter matado isto
Agora com nossas cabeças pra cima,
Seguiremos em frente,
E realizar,
E não iremos deixá-los nos colocar pra baixo,
Use-nos fora,
Porque não estamos sozinhos ...

Nós somos os outros,
Nós somos as saídas do elenco,
Nós somos os estranhos
Mas você não pode esconder-nos,
Nós somos os outros,
Nós somos as saídas do elenco
Você não está mais em seu si próprio
Se você se sente maltratado,
Despedaçado e enganado
Você não está sozinho,
Nós somos os outros
(Nós somos os outros)

[Refrão]:
Normal não é o padrão,
É apenas o uniforme ...
(Nós somos os outros)
Esqueça as regras,
(Nós somos os estranhos)
Tire seu uniforme,
(Nós somos os outros)
Nós somos bonitos,
(Nós somos os outros)

Nós somos os outros,
Nós somos as saídas do elenco,
Nós somos os estranhos
Mas você não pode esconder-nos,
Nós somos os outros,
Nós somos as saídas do elenco
Você não está mais em seu si próprio
Se você se sente maltratado,
Despedaçado e enganado
Você não está sozinho,
Nós somos os outros
(Nós somos os outros)

Nós somos os outros,
Nós somos os outros.

Comentários