hoje...

...foi um dia um tanto estranho e que me fez pensar (ainda mais) em muitas coisas.
... é engraçado como só se lembram de fazer certa coisas em cima da hora
...ou então, foi só uma de muitas atitudes de "mandar areia para os olhos", em que o melhor é não dar a entender que sabemos que o estão a fazer e ver até onde a "lata" da pessoa vai.

O jogo de Ripper - Isabel Allende, (a ler...)


O jogo de ripper, Isabel Allende

Finalmente adquiri um livro desta escritora, desde que  " O Caderno de Maya" foi publicado, que estou para comprar e ainda não o fiz, entretanto, já li as sinopses de outros livros dela ("Casa de espíritos", "Eva Luna" e já estão na minha enorme lista de livros a ler.

Sinopse:

Indiana e Amanda Jackson sempre se apoiaram uma à outra. No entanto, mãe e filha não poderiam ser mais diferentes. Indiana, uma bela terapeuta holística, valoriza a bondade e a liberdade de espírito. Há muito divorciada do pai de Amanda, resiste a comprometer-se em definitivo com qualquer um dos homens que a deseja: Alan, membro de uma família da elite de São Francisco, e Ryan, um enigmático ex-navy seal marcado pelos horrores da guerra.

Enquanto a mãe vê sempre o melhor nas pessoas, Amanda sente-se fascinada pelo lado obscuro da natureza humana. Brilhante e introvertida, a jovem é uma investigadora nata, viciada em livros policiais e em Ripper, um jogo de mistério online em que ela participa com outros adolescentes espalhados pelo mundo e com o avô, com quem mantém uma relação de estreita cumplicidade.

Quando uma série de crimes ocorre em São Francisco, os membros de Ripper encontram terreno para saírem das investigações virtuais, descobrindo, bem antes da polícia, a existência de uma ligação entre os crimes. No momento em que Indiana desaparece, o caso torna-se pessoal, e Amanda tentará deslindar o mistério antes que seja demasiado tarde.

um bom começo de férias

Photography inspiration

... por vezes temos de esquecer tudo o que nos preocupa e divertir-mo-nos, são estes pequenos(grandes) momentos, rodeados de amigos que valem a pena.
...quem se importa telefona, diz alguma coisa, mostra que se preocupa e interessa, não fica quatro dias sem nada dizer...