Acampamento

19:07 Raphy's 0 Comentários

daqui

Nestas féria, fui acampar com os meus amigos. Parecia que o universo se tinha unido contra nós nesta viagem, que passou por uma série de adiamentos (uns 3) até finalmente conseguirmos ir.
Éramos para ter ido em Julho, de forma a apanhar o meu aniversário e o de uma amiga e, assim, festejarmos em conjunto, mas, acabamos por só conseguir ir na segunda semana de Agosto.
Adorei, e, foi sem dúvida uma experiência para repetir! Foi muito divertida e, aqui fica um apanhado dos acontecimentos:

-Levámos montes de tralha, fomos acampar 5 dias e tínhamos tralha para 1 mês (fomos tipo sardinha em lata até ao parque de campismo);

-Na viagem de ida, passamos por terrinhas, uma da quais não tinha sinais de aviso de lombas, mas lombas, tinha muitas. Eram entre as 20h/21h, a visibilidade era pouca e só nos apercebemos da lomba quando passamos nela e, a partir daí tentamos ver onde haveria a próxima, gritar "Lomba!" transformou-se numa espécie de jogo, felizmente, havia algumas que estavam minimamente assinaladas, tendo um mísero pirilampo luminoso lá no meio. Por outro lado, havia uma terra, que apesar de ter sinais de lomba, não havia lombas em todos os avisos;

-Acho que nunca apanhámos tanta rotunda numa reta (sim, eu sei que é para dar fluidez ao trânsito), que começamos a contá-la e, no total, eram 10;

-Levámos montes de comida, quando começamos a combinar o acampamento e quem levava o quê, em fazer um "vaquinha" para comprar algo caso fosse preciso, não foi, como ainda trouxemos coisas para casa;

-Invertemos horários, enquanto a maioria das pessoas almoça, nós tomávamos o pequeno-almoço e por aí adiante;

-Não vou às festas da minha terra, mas fui às da terra de uma amiga minha, onde vimos uma banda de covers de rock brutal, mas até começarem, apanhamos uma grande seca. (chegamos, e estavam a fazer o soundcheck, até que tocam uma música e pensamos que iam efectivamente começar o concerto, mas não, primeiro, ainda tivemos de ver um grupo pimba a atuar;

-Vi gente a tirar selfies (com direito a selfie stick e tudo) nas festas da terrinha. Bitch please, desde que tirar selfies é moda, parece que esse ato se multiplicou como cogumelos;

-Só conseguimos ir um dia à praia, e, foi o suficiente para apanhar um escaldão em zonas que tinham ficado com menos protetor. Contudo, como tínhamos piscina no parque, no resto dos dias estivemos na piscina;

-Consigo escolher roupa adequada e, acabei por levar peças leves para dias que não vão estar assim tão quentes. Tinha levado um pijama de verão, mas acabei por o substituir por uma leggins e um casaco, além de ter dado uso à toalha como cobertor;

-Tenho imenso jeito para lavar roupa. Lavei uma toalha que demorou dois dias a enxugar;

-Fiquei a conhecer esta pérola "Ela linda, ela é spécial, ela parte-me o pescoço" (ler com sotaque de tia);

-Consegui perder a minha pasta de dentes. A minha intuição estava certa sobre levar umas amostras pastas de dentes extra, estava certa, mas só depois percebi porquê;

-O carro da minha amiga só apanha uma estação de rádio e, quando finalmente deu para ouvir uma em condições a música era algo do género "É milagre, É milagre, É milagre, É milagre, / Somos brancos tivemos um filho de cor" princeless ;

-O meu colchão é de ar. Apertei tão bem a rosca que me permitia esvaziá-los, que ninguém a conseguiu desenroscar. Estava uma amiga minha com o dedo a fazer pressão na borracha e, nós em cima do colchão, para fazer pressão para ajudar o ar a sair

-Grelhamos um peixe que parecia uma mistura de salmão e dourada. Era parecido ao salmão, mas sabia a dourada

-De todas as vezes que estivemos na piscina, na rádio levávamos com as músicas dos D.A.M.A. "Não dá" Não dá, é ter de ouvir isto constantemente.

0 comentários: